Dicas

SOFTWARE
ICONES
Quais os programas utilizados para desenhar estampas? Você necessariamente precisa de um aplicativo para desenhar vetores, que facilitara a separação de cores e a aplicação de diferentes efeitos em técnicas como a serigrafia.
Qualquer pessoa que pretenda algo no design de estamparia deve dominar os softwares Corel Draw ou Illustrator.
Ambos são programas destinados a ilustração vetorial, e embora sejam parecidos em muitos aspectos é possível notar a grande diferença em seu uso cotidiano. Qual é o melhor para o design de estamparia? Isso é assunto para outro post. Além deles existe também o Freehand, software da Adobe (assim como o Illustrator), mas que parece estar com os dias contados, portanto não perca tempo aprendendo ele. Outra possibilidade é o InkScape, que apesar de mais limitado que o CorelDraw e o Illustrator, é totalmente grátis. Você pode também baixar o CorelDraw e o Illustrator em versão para teste, antes de comprá-los. Em computação gráfica, imagem vetorial é um tipo de imagem gerada a partir de descrições geométricas de formas, diferente das imagens chamadas mapa de bits, que são geradas a partir de pontos minúsculos diferenciados por suas cores.
Uma imagem vetorial normalmente é composta por curvas, elipses, polígonos, texto, entre outros elementos, isto é, utilizam vetores matemáticos para sua descrição. Em um trecho de desenho sólido, de uma cor apenas, um programa vetorial apenas repete o padrão, não tendo que armazenar dados para cada pixel. (FONTE: Wikipedia.org)

 

FORMATOS
ICONES
Depois de fazer o desenho/design de sua estampa, você precisará dar “saída” ao seu arquivo.
Quando falo em dar saída, falo em transformar de arquivo digital para uma estampa. Nunca se esqueça de, sempre que desenhar uma estampa, utilizar o sistema de cores CMKY.
Nunca utilize RGB… nunca mesmo. Caso sua estampa seja em serigrafia, você precisará encaminhar o arquivo para impressão dos fotolitos (ou negativos), que mais tarde serão gravados em matrizes serigraficas.
Para facilitar a separação de cores, necessariamente você deve enviar seus arquivos em formatos de vetor: CDR – arquivo vetorial do CorelDraw. AI – arquivo vetorial do Illustrator. EPS – arquivo utilizado para transferir vetores postscript entre aplicativos. (abre tanto em Corel quanto Illustrator). PDF – outro arquivo para distribuição de vetores para diversos softwares.
No Brasil o formato de arquivos vetoriais que prevalece é o CDR, da Corel Draw, embora os AI’s estejam ganhando muito mercado ultimamente, principalmente por sua compatibilidade com MAC.
Caso seja em transfer ou impressão digital, precisará encaminhar seu desenho para a gráfica que fará a impressão dos mesmos. Para se garantir, mande os arquivos também em vetor, pois em alguns casos, principalmente se for necessário fazer um fundo branco para impressão em tecidos/malhas escuras, é necessário “separar” as cores.
Caso não seja possível, mande em arquivos de imagem de alta resolução (300dpi) no sistema de cores CMKY. JPG PDF TIFF Além destes formatos existem vários outros que são pouquíssimos usados, não valendo a pena você utilizar.

 

INSPIRAR
ICONES
Quando alguém começa com design gráfico, geralmente é motivado por trabalhos de designer experientes que nos enchem os olhos.
Isso é muito positivo, pois é apreciando grandes mestres que a gente desenvolve o bom gosto e se motiva para melhorar a cada dia, até atingir a excelência. Portanto, comece a se inspirar pelo seu guarda-roupas.
Dê uma olhada nas peças que você tem com estapas, bordados e aplicações, e se pergunte: Por que comprei isso? De que gostei nesta estampa/roupa que me fez comprá-la? Que tipo de estampa gostaria de comprar, mas não encontro em nenhuma loja? Com isso você desenvolverá uma competência muito importante para qualquer designer: o senso crítico. Faça as mesmas perguntas acima quando estiver em uma loja de roupas.
Analise e critique tudo a sua volta. Em marketing, chamamos isso de benchmarking… ou, em outras palavras, “cheretar” a concorrência.
Outra fonte de inspiração óbvia é a internet… visite o site de lojas, fabricantes, estilistas e outros designers. Com certeza irá tirar muitas idéias de lá. Estou pensando em montar uma seção no Estampa Web de links para inspiração, o que você acham? Quer colaborar? Mande suas sugestões.
Quando falo em se inspirar, não estou querendo induzi-lo a copiar ou plagiar outros designers. Muito pelo contrário.
Estou incentivando uma prática muito comum em qualquer atividade criativa humana, que é a busca de novas idéias, que adicionadas à nosso estilo e valores, criam um design único.